AMARGURA (angústia) DA ALMA

A amargura destrói a esperança,
A amargura destrói a visão do futuro,
A amargura destrói a alegria da vida.

PENSE:
“A aceitação do sacrifício da crucificação rompe o ciclo da morte”.

“O ciclo da morte é quebrado quando priorizamos a vida, priorizar a vida é centralizar o autor da vida em nós”.

 “Centralizar a vida é conscientizar o real propósito no caminho”.

Ela, pois, com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou muito. (1 Samuel 1:10)

A amargura de Ana era devida e esterilidade do seu ventre era incapaz de produzir vida. Sua incapacidade tirou seu direito de gerar alegria no lar. As riquezas de Elcana de nada valeriam, nem mesmo o bem no alto da montanha o fez feliz. A amargura nasce da frustração, o sentimento de fracasso faz vitimas sempre, e com a amargura as doenças da alma. A angústia de Ana não era só pelo fato de não ter filho, Ser mãe era uma benção sem preço, naquela época então nem se fala. A questão é que ser estéril naquele tempo era vista como punição ou maldição pelos deuses.

Todo ano em Siló não deixava de oferecer sacrifícios,
Todo ano em Siló não deixava de oferecer culto,
Todo ano em Siló não deixava de oferecer louvores.

Em uma noite após as refeições, sem forças, sem palavras, sua alma grita um último suspiro de socorro, seu voto quebra o silencio do Eterno, Eli o sacerdote libera a palavra de esperança;

 “Seja Feito Conforme Sua Fé”.

Fé é estar alinhado ao plano do Eterno, naquela mesma noite a conjugalidade de Elcana & Ana é premiada, no seu tempo nasce Samuel que ao oitavo dia é apresentado no templo.

Então Ana orou, dizendo: O meu coração exulta no Senhor; o meu poder está exaltado no Senhor. (1 Samuel 2:1)

A amargura tornou-se cântico de gratidão,
A amargura tornou-se testemunho,
A amargura transformou-se em felicidade plena.

O desejo alinhado à fé e ao plano é a certeza de bons dias, nenhum bem garante a felicidade, nenhum conforto traz paz. Felicidade e paz são dois aspectos essenciais para satisfação da alma. Felicidade e paz é estar realizado de dentro para fora, a satisfação da alma de viver inicia quando se entende que SER é principio de vida e TER é consequência.

As verdades da vida são imutáveis, guardar mandamentos e temor ao Senhor. Nenhuma situação pode frustrar os planos do Eterno. Estava certo que Ana seria mãe, o fato de ser estéril não alterava os planos de Deus.

Todo adversidade tem um propósito, dar a oportunidade de conhecer o favor de Deus. A amargura revela o quanto somos fortes, o quanto somos resistentes, revela nosso interior.

A busca lhe trouxe muitas lagrimas, mas uma recompensa o choro de Samuel. Seu quebrantamento resultou em dádiva, o choro de Samuel era a alegria da família, respeito de uma sociedade machista. A vida em preto e branco deu lugar às cores da vida.

Sua persistência a recompensou o milagre da vida a partir do seu ventre, a consequência seu louvor, seu milagre se tornou esperança em Israel. O propósito é revelado na adversidade quando nos dispomos a entender o motivo da crise. Nas noites da adversidade Deus se revela com seu favor pela manhã. 

O choro pode durar uma noite; pela manhã, porém, vem o cântico de júbilo.
(Salmos 30:5)

Pelas manhãs Deus se revela sempre, tudo a nossa volta manifesta de alguma forma a vontade de Deus, nosso caminho é confiar, crescer em graça, partilhar o Amor a partir de nós, para glória dele. O testemunho de Ana deixou um registro da misericórdia de Deus e engrandecer sua existência, sua vida lhe serve hoje de motivação para muitas mães na mesma situação.

Neste dia chamado hoje podemos exultar o Eterno o creador de todas as coisas por suas abras e feitos ser loucura aos homens.

Neste dia chamado hoje exultemos pela cruz, pela justificação, louvemos porque nele o impossível se torna naturalmente possível.

Neste dia chamado hoje, é o dia de mais uma vez conscientizarmos, o milagre está a caminho sempre, para aqueles que o servem de bom grado e gratidão. Servi-lo é viver o favor naturalmente no caminho, como caminhantes a caminho do céu. Poderemos chegar lá a qualquer momento, vivamos cada dia como o ultimo, com intensidade seja vivido, que nosso lar seja uma extensão do reino e através dele o mundo seja nosso objeto de desejo para anuncio do Reino, e todos sejam inundados pelo seu amor através de seus filhos amados.

Que sua amargura(angustia) seja transformada em felicidade hoje em nome de Jesus, através da palavra de renovação da verdade pelo verbo vivo. Que toda consciência Crística seja em nos, sejamos fortificados pela boa consciência e a fé hoje.  

Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós.
(Efésios 4:6)

Deus abençoe a todos em tudo para glória dele, em nos para louvor do Reino.


Cezar Camargo 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Páscoa, a Cruz e a Redenção

Individuação, Alta Performance & Evangelho

RITMO CIRCADIANO - O CICLO BIOLÓGICO DOS SERES VIVOS