Conselhos pra uma Vida Crista

2Pe 1:5 – E, além disso, dando toda a diligênci, “Ou sobre isso”, como as versões Siríaca e Árabe leem, despejadas sobre todo vosso trabalho, diligência, e cuidado; a saber, no que se segue, e da consideração do que vem antes; porque nada mais pode tão fortimente animar, e se engajar ao exercício diligente da graça e o desempenhar da atividade, do que uma condiseração de tão altos favores, e dons gratuitos da graça de Deus, e as grandessíssimas e preciosas promessas do seu Evangelho:



Acrecente a vossa fé a virtude; Ou "com a sua fé", assim a versão árabe verte, e o igualmente nas cláusulas seguintes. Eles tiveram fé, até mesmo como a fé preciosa dos apóstolos, não deles, mas pelo presente de Deus, e que é a primeira e graça principal; e, entretanto, está em si mesma imperfeita, e existem muitas coisas que faltam nela, contudo, não pode ser somada, ou aumentada, por homens; ministros podem ser os meios de aperfeiçoar o que está faltando nela, e do adiantamento e alegria dela, mas é Deus apenas que pode aumentá-la, ou somar até aquele sentido, e que não é o significado aqui: mas o sentido é, que como é a base e fundação de todos os trabalhos bons, não deveria permanecer unicamente, deveria haver virtude, ou boas obras, junto com ela pelo qual pode ser aperfeiçoado, não essencial, mas evidentimente, ou poderia parecer ser verdade e algo genuíno; porque pelo termo “virtude” pode ser significado, ou um pouco de virtude particular, como justiça para homens para os quais a graça e doutrina de fé dirigem; e realmente pretensões para fé em Cristo, onde não há justiça comuns feitas a homens, o que é de pouca conta; ou, como outros pensam, beneficência para os homens; e assim a versão Etíope verte assim: "proceda a generosidade por sua fé"; e fé trabalha por amor e bondade a criaturas da mesma categoria, e aos cristãos; mas isto parece projetado por bondade fraterna e caridade, em 2Pe 1:7, ou coragem, constância, e fortaleza que deveriam ir junto com fé. Onde há verdadeira fé em Cristo, deveria haver uma coragem santa para professá-la ela, e constância, coragem para lutar pela boa luta pela fé,[1] e firmeza da mente para se apegar firmemente a ela, apesar de todas as dificuldades e desânimos; ou virtude em geral aqui significa, não a mera moral, mas virtudes cristãs,[2] que são os frutos do Espírito de Deus e da graça dEle; e difere de outros, isso vem da graça de Deus, é terminado em fé, pela ajuda do Espírito de Cristo, e pela força recebida dEle, e com uma visão para a glória de Deus; considerando que as virtudes morais, como exercitadas por um mero homem moral, fonte da natureza, e é executada pela mera força, e é destituída de fé, e assim "splendida peccata", pecados esplêndidos, procedentes de amor-próprio, de fins sinistros, e com visões egoístas:

E a virtude, conhecimento; Não de Cristo, mencionado em 2Pe 1:8 e que é incluído na fé, porque não pode haver nenhuma verdadeira fé em Cristo, se não houver conhecimento Dele; mas da vontade de Deus que é aos homens necessária e que deveria se familiarizar com ele para executar isto; ou então, entretanto, eles podem parecer zelosos de boas obras, mas o zelo deles não estará de acordo com o conhecimento; eles deveriam saber o que são virtudes ou boas obras concernete a Deus, e o que é a natureza e uso deles, para que eles não devessem se equivocar e os desviar; ou da verdade das Escrituras, e dos mistérios do Evangelho que deveria ser procurados diligentemente para o aumento e melhoria do conhecimento em coisas divinas, e que está usando uma influência considerável, para que fiquemos justos, sóbrios, e vivendo de forma religiosa; ou por conhecimento podem ser significadas prudência e sabedoria, ordenando a conversação externa corretamente para esses sem os que são, e mostrando boas obras disto, para outros, por via de exemplo, e para a evidência da verdade de coisas, com mansidão de sabedoria.

2Pe 1:6 - E ao conhecimento, temperança, Evitando todo o excesso em comer e beber, e todos os desejos impuros; por que isso não significa nada do que o homem sabe, ou professa saber, se sua vida é uma cena de inteperança: isso parece ser levantado contra os seguidores de Simão o Mago, acima de tudo, isso pode incluir abstinência, não apenas de desejos prejudiciais, mas do uso de coisas indiferentes, quando a paz e o conforto de um irmão fraco que está em perigo; então o conhecimento deve ser aumentado ao amor, caso contrário, o conhecimento não será correto, ou pelo menos não será usado corretamente; veja 1Cor 8:1

O qual vos confirmará também até ao fim, para serdes irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo. (1 Coríntios 1:8)

E a teperança a paciência; Que é necessário para o funcionamento da corrida cristã, que é atendida com muitas dificuldades e exercícios, a partir da aflição e sob a mão de Deus, que não deve haver nada murmurante; e sob acusações de perseguições dos quais os homens, não desfalecem, e não são desencorajados por eles, e na expectativa da glória celestial: esse é bom para ser acrescentado ao primeiro, pois pode haver intemperança na paixão, bem como na utilização das criaturas, um homem pode estar com inebriada indignação e revolta, e vencer com impaciência, bem como com o vinho e a bebida forte:

E a paciência, piedade; Ou interna, que é distinguida do exercício corporal, ou adoração externa, e jaz no exercício da graça interna e poderosa, como fé, esperança, amor, temor, &c. E a versão Siríaca verte aqui, “o temor de Deus”: ou, ao invés, externo, e designa a inteira adoração de Deus, como oração, louvor, o ouvir da palavra, o cumprimento de todas as ordenanças.

2Pe 1:7 - Sem a qual a piedade, ou adoração externa, ou a profissão da religião é uma demonstração vã; porque isso é tanto uma evidência de regeneração e da verdade e o poder da real piedade; e também da beleza, conforto, e a segurança da sociedade cristã e adoração, e sem a qual eles não podem ser mantidos com paz, benefício e honra:

E a bondade fraternal, caridade:  Ou “amor”; ou seja, todos os homens, inimigos, bem como a casa da fé; e a Deus e Cristo, a sua casa, adoração, ordenanças, povo e verdades. A caridade é mais extensiva em seus objetos e atos do que bondade e amor fraternal.


Pastor Fabio Pereira(RG),  Jornalista, pregador e Conferencista

Que a Graça do eterno esteja com todos na paz daquele que nos amou primeiro.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

EVANGELHO, TRANSCENDÊNCIA E CURA

RITMO CIRCADIANO - O CICLO BIOLÓGICO DOS SERES VIVOS

AOS CASADOS A DEVIDA BENEVOLÊNCIA