ESTABELECENDO O CAMINHO NO CAMINHO


O caminho em Deus conduz a vida, nele a vida se estabelece no caminho discernido. O caminho é compreendido quando se oferta em sacrifício racional. “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. (Romanos 12:2)

“Vivam pelo Espírito segundo Deus”. (1.Pedro 4:6)


O louvor acontece com o abrir dos olhos da consciência, pela iluminação do ser pela luz de Cristo. Estabelecer Cristo no caminho é sonhar a partir do plano original através de nós. “Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia”. (Salmos 139:15-16)

Em Deus Cristo é revelado, em Cristo Deus é louvado. No evangelho Cristo se revela, no evangelho acontece à transformação do ser em todas as esferas, pelo verbo vivo, que convence a criatura, religando ao creador.  Os caminhos do alto conduz a justiça, uma vida equilibrada sem excessos. O caminho seguro é aquele andar com Deus, para Deus no crescimento da relação com ele. “Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam”. (Gálatas 5:16-17) Nota: O ser humano é capaz de gerar aproximadamente segundo cientistas que encontrou cifras que variam dos 12 aos 80 mil pensamentos por dia, há controvérsias, mas inicio de é isso. Pense comigo nossa mente está em constante mudança, novas informações estimula nossa lógica, alargando nosso campo do conhecimento. Nossas ideias, leituras, percepções, estão em constante conflito para definir bom ou ruim.

A vida se significa quando o reconheço, seu amor diariamente é notado pela sutileza do abrochar de uma flor, no sustento dos pássaros. Os caminhos de Deus estão acima das definições religiosas. O vento sopra onde quer. Você o escuta, mas não pode dizer de onde vem nem para onde vai. “Assim acontece com todos os nascidos do Espírito”. (João 3:8) Andar em Deus é promover a vida, bem estar, servir em todo tempo. Reconhecer que tudo recebido é em prol da bem do próximo. Nossa capacidade é a capacitação natural, desenvolvida, aperfeiçoada com as marcas da vida. Andar no evangelho é servir, sem pertencer a nenhuma organização, faz o bem porque o bem esta dentro, fluindo amor ao mundo anunciando Cristo.

No caminho com Deus a ociosidade dá lugar à produtividade. A vida se significa quando se reconhece a vida estabelecendo Deus no plano. O andar com Deus acontece no batismo da consciência no caminho do encontro. As direções de Deus devem ser percebidas diariamente pelo rasgar do véu no Espírito pela palavra do evangelho. O que influencia, motiva, o que te motivar será seu caminho. Na sequidão da alma, sua palavra faz jorrar uma fonte de água viva, transformando o deserto da existência em rios de águas purificadoras, que por onde passa produz vida com abundancia.

Andar na verdade da vida se possibilita, quando se experimenta a verticalização da vida na medida em que se liberta pela palavra. A nova criatura aflora e se estabelece diariamente de glória em glória pela novidade do andar em louvor continuo. O andar em Deus não acontece no levantar publico das mãos e nem pelo rito batismal; mas pelo batismo da consciência gerando um coração sincero. “Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa”. (Hebreus 10:22) Iniciando processos de libertação de dentro para fora. As direções de Deus devem ser tomadas diariamente, percebidas todo momento nas mínimas coisas, sem pressões humanas, simplesmente pela espontaneidade do agir do Espírito, no rasgar do véu diário. Todos os dias no caminhar com Deus as escamas da mediocridade caem pela revelação da decisão diária.

A vida pede passagem, não ao pecado contra a vida, não as injustiças, a humanidade precisa de lucides, Cristo se faz carne no barro, deixando sua glória e esplendor, em tudo provado para religar a criação e restaurar a ordem. Na cruz do gólgota do monte caveira grita “CONSUMADO” a vida se consuma nele, tudo se restaura e alinha de volta ao Eterno. O caminho se fez possível, vida abundante se estabelece onde ela é bem vinda. “O povo, que estava assentado em trevas, Viu uma grande luz; aos que estavam assentados na região e sombra da morte, a luz raiou”. (Mateus 4:16)

Andando no caminho, indo em direção a direção da cruz de Cristo o verbo vivo, sepultando dia a dia o velho homem o eu primitivo. “Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados”. (Isaías 53:4-5) Para que em mim seja estabelecido seu caminho. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. (Apocalipse 3:22)

Nele, em quem sou cada dia menos, e mais e mais nele,

Cezar Camargo 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Páscoa, a Cruz e a Redenção

Individuação, Alta Performance & Evangelho

RITMO CIRCADIANO - O CICLO BIOLÓGICO DOS SERES VIVOS