CARTA DE PAULO AOS PASTORES DO PRESENTE

Amados e amigos em Cristo, irmãos do caminho no ministério a serviço da Eclésia que é o corpo visível responsável pela mensagem viva da Graça neste chão da vida chamado hoje. Nesta semana minha mente em ficou cativa a este texto de Paulo o Ap. dos gentios chamado do sistema judaico e constrangido ao maravilhoso Amor do Pai. Com muita liberdade no Espírito deixou essa recomendação registrada, partilhando a todos em especial aos irmãos de Corinto. Faço minha as suas palavras, que o Eterno na sua bondade e Graça fale sempre que for preciso a nossa consciência, guardando a cada em Graça, justiça e Amor. Segue abaixo um texto do segundo livro a Corinto.

De: Paulo De Tarso, a igreja em Corinto.

E nós, cooperando também com ele, vos exortamos a que não recebais à graça de Deus em vão (Porque diz: Ouvi-te em tempo aceitável e socorri-te no dia da salvação; eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação).

Não dando nós escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado; Antes, como ministros de Deus, tornando-nos recomendáveis em tudo; na muita paciência, nas aflições, nas necessidades, nas angústias, Nos açoites, nas prisões, nos tumultos, nos trabalhos, nas vigílias, nos jejuns, Na pureza, na ciência, na longanimidade, na benignidade, no Espírito Santo, no amor não fingido, Na palavra da verdade, no poder de Deus, pelas armas da justiça, à direita e à esquerda, Por honra e por desonra, por infâmia e por boa fama; como enganadores, e sendo verdadeiros; Como desconhecidos, mas sendo bem conhecidos; como morrendo, e eis que vivemos; como castigados, e não mortos; Como contristados, mas sempre alegres; como pobres, mas enriquecendo a muitos; como nada tendo, e possuindo tudo.

Ó coríntios, a nossa boca está aberta para vós, o nosso coração está dilatado.
Não estais estreitados em nós; mas estais estreitados nos vossos próprios afetos.

Ora, em recompensa disto, (falo como os filhos) dilatai-vos também vós. Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça?

E que comunhão tem a luz com as trevas?
E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel?
E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos?

Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.

Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei; E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso. (2 Coríntios 6:1-18)

A carta diz por si só, somente uma mente a partir da Graça recebido por meio de Cristo o ressuscitado é capaz de discernir a preciosa mensagem. A recomendação em questão chama e exorta a um Evangelho puro sem essas deturpações presente em nome do evangelho de tudo que Paulo registra fico a frase; “Antes, como ministros de Deus, tornando-nos recomendáveis em tudo”.

Como mensageiros do Reino entendo que;
Ser recomendado em tudo é estar apto a grande comissão,
Ser recomendado em tudo é estar apto ao serviço,
Ser recomendado em tudo é estar apto a ser portador da vida.

A Graça nos redireciona ao Pai não por obras, mas, por favor, imerecido provado em carne na cruz antes mesmo da eternidade ser chamada assim. A lista do texto em questão é grande, aconselho leia sempre que puder que nossa consciência seja lembrada a todo o momento, nossa vocação não é uma obrigação e sim um privilégio imensurável, uma vida Crística capacita cada ser a viver pelo Reino, para glória dele. Por fim somos templos dele, e através de cada ele anda entre nós, apartar e não tocar em coisa imunda é natural para todos que compreenderam o caminho da luz pela revelação no encontro.

Desde os 18 anos estou no ministério, há 7 anos fui separado ao Pastorado, liderei louvor, juventude, hoje aconselho uma infinidade de pessoas com dificuldades inimagináveis, hoje não sou Pastor titular, apenas auxiliar e para mim todo obreiro deveria ter a experiência de Pastorear mas nem todos tem a vocação de Pastor. Infelizmente vi muitos se perderem, outros se encontrarem graça a Deus. Todos os dons, talentos é para serviço no Reino, nunca perdi a consciência dessa verdade, nestes anos foram muitas experiências que me fizeram crescer como pessoa, e cada vez mais tornar mais dependente do Pai. Sou apenas um caminhante discípulo a caminho da perfeição em Cristo, sou um jovem Pastor de 32 anos, sou amigo com um desejo incansável de anunciar o evangelho da cruz. 

Amados vivamos em oração, consagração, que o Evangelho seja nosso alimento diário de manha, tarde, noite, madrugada, a todo o momento, não deixe o fogo do Espírito apagar, esse fogo mantém a chama, o temor, gratidão, nossa mente fica cativa aos plano de Deus. Na medida em que vamos crescendo em Graça nossa compreensão aumenta, o plano do Reino vai se materializando através de nos naturalmente pela palavra discernida pelo Espírito da Verdade.

De glória em glória, em novidade e novidade de vida tudo é entendido, tudo faz sentido e tudo tem um sentido para honra e majestade daquele que é Rei Eterno, Creador de tudo e de todos.

Deus abençoe a todos neste dia chamado hoje, neste chão da vida, nesta roda da vida dado por ele, para glória dele.

Cezar Camargo 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Páscoa, a Cruz e a Redenção

Individuação, Alta Performance & Evangelho

RITMO CIRCADIANO - O CICLO BIOLÓGICO DOS SERES VIVOS