Lagrimas, precisamos chorar


Lagrimas


O meu rosto está todo avermelhado de chorar, e sobre as minhas pálpebras está a sombra da morte(Jó 16, 16)

 As minhas lágrimas servem-me de mantimento de dia e de noite, enquanto me dizem constantemente: Onde está o teu Deus? (Sl: 42,3)

De novo Jó se ergue do abismo mais profundo para se elevar às mais sublimes alturas. As insinuações dos amigos não conseguiram fazê-lo separar-se da sua inocência. Agora nem as suas mais escuras dúvidas, nem os seus mais terríveis temores podem fazê-lo desistir do seu Deus. Quando uma morte injusta fizer descer à terra a sua vida inocente, a inocência do seu sangue erguer-se-á até aos mais altos céus (v. 18). Cf. Gn 4.10. E aí, no céu, ele vislumbra de repente, um divino Herói, um divino Simpatizante que estará pronto a afiançar a sua integridade. Dolorosamente ele apela para essa testemunha celestial suplicando-lhe que defenda a sua causa ante as insinuações dos amigos e dos terríveis golpes que Deus lhe desferiu-Deus que é responsável pelas suas aflições na terra. “Os meus olhos se desfazem em lágrimas diante de Deus; ah, se alguém pudesse fazer prevalecer a justiça da causa do homem perante Deus e a do filho do homem perante e seu próximo!” Este apaixonado desejo de uma testemunha celestial que estivesse do seu lado, aponta, de maneira impressionantemente, para o pensamento cristão de “um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo” (1Jo 2.1). É a fé a percepcionar já a existência de um Deus que “é por nós”. Também aqui só Jesus é a resposta para o fundo e angustiante problema.

Hebreus 9.2. Porque Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus.

Isso é a certeza que estamos seguros nosso intercessor Jesus Cristo, o filho ressurreto, a prova maior de Deus para com a humanidade. Jó  precisou passar por um batismo de lagrimas  pra entender que nada pode impedir os planos do eterno, convicto declarou:

JÓ 42, 6 Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram.

 As adversidades nos faz crescer em todos aspectos, as lagrimas nos faz ser mais humanos, poder ver claramente a vontade de Deus  é mergulhar no plano dele sem reservas, confiar no impossível, crer no inacreditável, visualizar o que ninguém poderia ver, isso mesmo as provas, os vai e vem da vida, ele se utiliza pra nos tratar, treinar, moldar, e por fim através de nos, realizar o que ele planejou antes mesmo da nossa existência.

Pense:
O que está aprendendo de verdade em meio a tantos desafios?
Quais as lições que tem tirado dessa faze?

Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã(salmos 30, 05)

Que a Graça(Cristo), esteja nesta sexta feira abundantemente sobre todos os filhos da luz, gerados em Cristo na Cruz. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Páscoa, a Cruz e a Redenção

Individuação, Alta Performance & Evangelho

RITMO CIRCADIANO - O CICLO BIOLÓGICO DOS SERES VIVOS