A Benção da Graça


Perdoados

É inteiramente direito que eu pense isso a respeito de todos vós;... Alguns conectam estas palavras com Fil 1:3; como se o sentido do apóstolo fosse, que ele se tornou afetado assim por eles, e atento a deles nas suas orações, fazendo pedidos por eles com alegria, e dando obrigado pelo companheirismo deles no Evangelho, e continuação no mesmo; mas eles parecem recorrer à confiança dele do trabalho bom que foi começado neles, sendo executado até o dia de Cristo, e que era justo e correto nele entreter e afirmar; e pode ser entendido de qualquer julgamento de fé, ou um julgamento de caridade: em um julgamento de fé que o apóstolo poderia ser confiante, e assim pode todo outro homem que verdadeiramente acredita em Cristo, e tem uma boa obra começada neles, isso será terminado; porque nada é mais certo, nem há qualquer coisa que um homem pode ser mais confiante, do que isto, que aquele que crer em Cristo será salvo; e isto o apóstolo estava persuadido completamente com respeito a todo mundo na igreja que era um crente em Cristo; e em um julgamento de caridade, era algo correto e justo, pensar, julgar, esperar, e acreditar assim de todo mundo na igreja, visto que não há nada na profissão deles, conduta, e conversa, que mostrasse o contrário:

Porque eu vos tenho em meu coração;... Ou “vocês me tem em seu coração”; e qualquer leitura leva nisto uma razão do por que era justo e direito que ele deveria pensar assim e deveria julgar isso relativo a eles; porque eles foram, como a versão de Siríaca verte, “postos” ou “jaziam” no coração dele; sempre que ele estava ao trono da graça, o coração dele foi aumentado por causa deles, os afetos dele estavam maravilhosamente espostos para com eles, e eles já estavam na mente dele, “ambos nos seus laços, e na defesa do Evangelho”; se na prisão, ou no púlpito, ou em tudo em que ele estava envolvido na causa ou negócios da religião, eles estavam no coração dele e nos seus pensamentos; e daí ele conclui que eles têm que pertencer a Deus, a boa obra deve estar neles, e seria executada; é um bom sinal quando Deus põe o caso de qualquer um nos corações dos ministros da igreja, ou quaisquer do seu povo; e também, porque eles o tiveram nos seus corações, eles eram afetuosos a ele, era pensativo e atento as necessidades deles; e tinha dado um tipo de amor a ele, como servos de Cristo, e prisioneiros de Deus; e como eles, assim ele poderia saber, que eles tinham passado da morte para a vida, porque eles amaram os irmãos, e ele em particular, para o causa dos trabalhos dele que tinha sido um instrumento útil na mão de Deus entre eles: e outra razão segue,

Pois todos vós fostes participantes da minha graça, tanto nas minhas prisões como na minha defesa e confirmação do evangelho. Ou “co-participantes comigo da graça”; significando que qualquer um deles eram participantes da mesma eleição, enquanto resgatados, adotados, justificados, perdoados, e regenerados pela graça, como era ele; tinham obtido o mesmo goste pela fé preciosa em Cristo, e conhecimento dEle, como teve ele, entretanto, não para o mesmo grau; e então poderia ser assegurado bem do desempenho da boa obra neles, enquanto tendo nada mais para duvidar da salvação deles que da sua própria: ou antes, por “graça”, ou como a versão da Vulgate latina lê, “alegria”, ele projeta os seus sofrimentos para Cristo, e a causa do Evangelho dEle; o qual ele assim chama, porque ele foi determinado por Deus, como um símbolo do Seu favor, e uma marca de honra e respeito, por sofrer pela causa do Cristo, como também acreditar nEle; e então se alegrou de que ele foi contado merecedor de sofrer vergonha pelo nome dEle. Agora estes Filipensses eram co-participantes com ele disto, tanto nos seus “laços”, simpatizando com ele, orando por ele, enviando alívio até ele, e sofrendo as mesmas coisas com ele; e “na defesa e confirmação do Evangelho”, se sofrendo, orando, ou escrevendo; eles se levantando a favor dele, o encorando e o ajudando, quando outros o abandonaram, e colocaram dificuldades e desânimos sobre ele; por causa de tudo isso, era justo e próprio que ele deveria entreter tais sentimentos deles como antes ele expressou.

Fonte: John Gill's Exposition of the Entire Bible de Dr. John Gill (1690-1771)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

EVANGELHO, TRANSCENDÊNCIA E CURA

RITMO CIRCADIANO - O CICLO BIOLÓGICO DOS SERES VIVOS

AOS CASADOS A DEVIDA BENEVOLÊNCIA